Musical construído pelos alunos da Escola Artística do Conservatório Nacional, Lisboa

 

Foi a 9 de junho de 2018, no auditório da Faculdade Medicina Dentária, Lisboa, que os alunos das classes de coro do Atelier Musical (3º, 4º, 5º e 6º anos) da Escola Artística de Música do Conservatório Nacional e seus diferentes Pólos, interpretaram as canções de Paluí sob a direcção de Nathanael Júnior, professor daquela escola e aluno da Universidade de Aveiro, e Rúben Rodeia. O espetáculo, integrando a 1ª parte do concerto de final de ano, teve o formato de um Musical com um guião inspirado nas músicas do álbum, concebido e representado pelas crianças sob a coordenação de Bruno Cochat e Rúben Santos.

 

Produção: Escola Artística de Música do Conservatório Nacional em colaboração com a Universidade de Aveiro, Inet-md e CESEM
Foram acompanhados por Helena Caspurro (piano acústico/elétrico e voz), Arnaldo Fonseca (acordeão) e Pedro Lima Pereira (guitarra elétrica).

Festival Ao Alcance de Todos, Casa da Música

 

Depois do livro, e das sementes que deixou, eis que a viagem segue pelas mãos de paluinautas de outras galáxias sob comando de utentes do Serviço de Reabilitação Psicossocial do Hospital de Magalhães Lemos e de equipas de alunos e docentes da Universidade de Aveiro (UA), do Instituto Politécnico do Porto (IPP) e do Centro de Arte e Qualidade de Aveiro (CIAQ). O rumo não foi menos inspirador. Seu cais foi um espetáculo apresentado no Festival Ao Alcance de Todos, em abril de 2019, na Casa da Música.

Paluí, está aqui? Histórias sonoras para cantos interiores é um momento revelador de que a música, o teatro, a dança, as artes visuais e plásticas, a imagem e a palavra estão ao alcance de todos, fazendo parte da construção dos livros da vida.

 

 

Direcção Artística: Helena Caspurro
Coordenação Artística: António Miguel Teixeira, Brendan Hemsworth, Filipe Lopes, Helena Caspurro, João Pereira, Paulo Neto, Patrícia Costa
Interpretação: Utentes do Serviço de Reabilitação Psicossocial do Hospital Magalhães Lemos, Alunos e Docentes do Departamento de Comunicação e Arte da Universidade de Aveiro, Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico do Porto, Centro de Arte e Qualidade de Aveiro
Formação: António Miguel Teixeira, Brendan Hemsworth, Filipe Lopes, Helena Caspurro Inês Guedes de Oliveira, João Pereira, Paulo Neto, Sónia Granja
Captação de Imagem, Conceção e Projeção: Marcelo Baptista
Figurinos: Patrícia Costa
Som: Dinis Silva e Ricardo Gandra
Luz: Virginia Esteves
Palco: José Torres

Paluí, está aqui? Histórias sonoras para cantos interiores é o resultado de um projeto de música na comunidade que, paralelamente a objetivos artísticos, didáticos, sociais e de investigação, visou dar voz à expressão criativa e interpretativa dos seus participantes. A valorização do processo de criação e (re)construção musical quer em contexto multidisciplinar, quer em ambiente colaborativo e de inclusão social, sendo especialmente privilegiada, caracteriza o trabalho transdisciplinar desenvolvido e apresentado, e que tem como matriz, à semelhança de outros projetos que tiveram como berço esta mesma obra, a reinvenção ou até mesmo desconstrução de Paluí, seus sons, sua música, seus personagens, seus textos poéticos. O espetáculo, sendo uma invenção musical, poética, dramática e cénica germinada na obra musical Paluí, começou nas ideias criadas pelos grupos de teatro e coro do Hospital de Magalhães Lemos, migrando em contínua viagem criativa para os laboratórios dos alunos de música da UA e, depois, IPP.

Corolário de cerca de 4 meses de trabalho, é todo ele a construção de um grupo de pessoas, representando a força da sua união.

 

Trailer (2020)

 

Filme-concerto (2020)